Bem vindo ao site Itapetinganahora.com

Notícias de Itapetinga e do resto do Mundo

Noticias

Notícias de Itapetinga e do resto do Mundo

TV ACONTECE ONLINE



MATÉRIAS RECENTES...


Em clima de muita comoção a cidade de Itapetinga-BA deu adeus  na tarde de desta terça-feira (04/08) ao sanfoneiro Floriano Nunes de Oliveira. Considerado por muitos como o “amante  da sanfona”,  Floriano Nunes de Oliveira,  estava descansando na residência da família, localizada  na 1ª Travessa Zilda Ribeiro, Bairro São Francisco de Assis, quando passou mal e foi levado ás presas para a Policlin, Vindo a Falecer  na noite da última segunda-feira (04/08). (horas depois de dar entrada na clínica).

Seu corpo foi velado na casa onde morou com a família por décadas, no Bairro São Francisco de Assis, onde seus familiares, amigos, músicos, puderam prestar as últimas homenagens ao músico. Após uma justa e merecida homenagem feitas pelos amigos e companheiros de sanfona,  o corpo seguiu para cemitério Parque da Eternidae, Bairro Nova Itapetinga onde diante de muita comoção aconteceu o sepultamento de Floriano Nunes que morreu aos 90 anos de idade.

O sanfoneiro Floriano Nunes foi casado com D. Alaide Coelho de Oliveira,  O casal Nunes/Coelho/Oliveira (Floriano e Alaide) juntos tiveram 12 filhos (05 homens e 07 mulheres), mais de 25 netos, bisnetos, genros e noras.

Os filhos são: Franklin, Beatriz, Ádida, Ranes, Rivadávia, Efigênia, Valéria Nunes (Coordenadora dos Cemitérios), Wellington, Márcia, Wendel, Gilmara e Camila (Neta/Filha), pois é filha de Valéria, mas foi criada pela avó (que a tem como filha). Entre os genros estão Willington (Sonorização) e Adolfo (Policial Militar), proprietário do Bar de Adolfo.


Familiares agradece a toda a equipe da Políclin, na pessoa do Dr. José Augusto e Dr. Rita Andrade pela dedicação, carinho ao Sr. Floriano Nunes de Oliveira. Também agradece a todos os amigos que estiveram junto a família no momento de profunda tristeza.


Por: Marlon Araujo
Postado por Equipe do IH

                                                       MULHER-PERFEITA
Para você, qual é o corpo ideal de uma mulher? É claro que gosto não se discute, entretanto, para a ciência, a britânica Kelly Brook é considerada um exemplo de corpo ideal. Sim, fizeram uma pesquisa científica para isso… A moça é atriz, tem 36 anos, mede 1,68m e pesa 73 kg, caracterizando o que no Brasil é chamado de “mulher violão”. Ela é sucesso por onde passa.


De acordo com um estudo feito pela Universidade do Texas, Kelly Brook tem o corpo mais perfeito do mundo, rompendo todos os paradigmas estabelecidos anteriormente. Mulher magra? Que nada! O estudo baseia-se na premissa de que todas as partes do seu corpo são impecavelmente proporcionais.

A britânica, que começou sua carreira na MTV, é conhecida por sua participação nos reality shows “Love Island”, “Dancing with the stars” e “Britains Got Talent”. 


Nos cinemas, seu último filme foi “Piranhas 3D”, lançado em agosto de 2010.


Por: Verdinho
Postado Por : Equipe- IH





Dia 28  e 29 de Julho de 2015, no Colégio Modelo  localizado no Bairro Vitoria Regger, deu inicio 08hs00 as 14hs00 credenciamento, as 08hs30 Aprovação do regimento das conferencias,9hs30 apresentação de Vídeo- Mística de abertura-Mesa de Abertura,10hs30 Palestra:’’Comida de Verdade no Campo e na Cidade:Por direitos e soberania alimentar’’.



11hs00 as 12hs00: Debates, 12hs00 as 14hs00:Almoço, 14hs00 às 15hs00 : Painel: Políticas  Publicas de SAN e o SISAN na Bahia, 15hs00 ás 18hs00: Trabalho em Grupos, 18hs00 Encerramento do dia.

No Primeiro dia Contou com a presença do deputado Rosenberg, Vereadores, Tarugão, Marcos Gabriele e Vic Prefeito  Laecio  Chaves, Associação Agricola da Nova Itapetinga, Associação Comunitária Quintas do Morumbi de Itapetinga, MLT ( Movimento de Luta Pela Terra), Associação da Horta comunitária, Secretaria de Desenvolvimento Social, Secretaria de Educação apresentada pela a Secretaria a Srº  Sibele,e covidados. Preparando  a5ª Conferencia Estadual de segurança Alimentar e Nutricional e da primeira e da  primeira conferencia para CÁ já avançando  muito.



Re-organizamos o CONSEA Nascional e garantindo a Criação de Conseas em todos os estados e em vários municípios.Influenciar o Governo federal e governo locais  na criação e qualificação de vários programas públicos de grande relevância,a exemplo do  PAA,: Programa de Aquisição de Alimentos,das cisternas, de Assistência Tècnica,etc.Já conquistamos uma Lei Orgânica de Segurança,tanto a nível federal,quanto anivel estadual.Já sendo  Alterado a legislação do PNAE- Programa Nacional de Alimentação Escolar,prevendo  a exigência de que pelo família local.



O discurso também falou sobre o LOSAN, SISAN o debate pode chegar as Conquistas por estes programas já muitos já avançaram e outro precisa avançar.  A 5ª conferencia Nacional de SAN nos chama  a este desafio, de construirmos em nossos município,em nossos territórios,em nossos estados e em nosso pais um corpo harmonioso e saudável.Dai o debate da conferência : Comida de Verdade, onde foi apresentado o Projeto do Restaurante popular em Itapetinga e Região. delegados eleito para conferencia ESTADUAL na Capital do Estado já marcado para o dia 26 de Agosto de 2015. De acordo com os representante do Território os Delegado Eleito da cidade de Itapetinga  devera  sair nesta data. Foto G4TV

Postado por: www.itapetinganahora.com

Apresentação:

O Restaurante Popular é o resultado de um projeto que a priori inicio nas grandes cidades do país. Dispõem-se hoje as cidades do interior do País com mais de cem mil abitante de um acessível meio de combate a fome e amenização da vulnerabilidade social. Cidade com menos  de cem mil abitantes já passa com grandes problema social na saúde, e desajuste familiar.





Projeto Restaurante Popular

Considerando que a cidade de Itapetinga se enquadra nos padrões para viabilizar um projeto dessa natureza, propomos uma nova fase para Itapetinga com a implantação desse projeto que tem demonstrado uma excelente solução para a problemática social.


Objetivo Geral:

Detectar, assistir e proporcionar às famílias Itapetinguenses em vulnerabilidade social a resolução dos problemas oriundos pelo desemprego, baixa renda, desnutrição, desestruturação familiar, delinqüência e etc...




Objetivo  Especifico:

-Oferecer oportunidade as famílias carentes e desempregados, trabalhadores Aposentados de obterem uma alimentação saudável e balanceada a custo de R$ 2,00 (dois reais), por  refeição.-Desenvolver e resgatar a auto- estima das famílias carentes minimizando o habito de petição por cestas básicas.
-Desenvolver emoções positivas, cognitivas nas Famílias e nas crianças carentes.

Metas a atingir:

-Levantamento do numero de pessoas a serem beneficiadas.

-Suprir as necessidades das famílias carentes.

-Atender todos os bairros periféricos de Itapetinga.

-Estabelecer um grande número de parceiros para viabilizar o atendimento a toda demanda.

-Mobilização consistente (liderança).

-Cadastros das famílias a serem beneficiadas.

-Publico Alvo:
 Inicio 200 pessoas

-Família de baixa renda, Estudantes, desempregados,trabalhador,Aposentados. Atingir uma população de massa que não tem acesso a uma alimentação digna.

-Metodologia: Cronograma de Execução

-Parceiros: Governo Estadual,Governo Federal, Poder Judiciário, Secretaria de agricultura, Sindicato Rural, Sindicato da Agricultura Familiar, CDL, Igrejas, Voluntários,Industrias,Empresa Privadas, Associações de horticultores, Piscicultores, Câmara de Vereadores, Prefeitura Municipal e Movimento Sociais.

-Cadastramento do numero de famílias a serem beneficiadas e numero de membros por cada família.

-Recursos Humanos

Diretoria Executiva: psicologa, Assistente Social, Agente comunitário, Comunicadores, Cozinheiras ou Cozinheiros, Assistentes de Cozinha, Nutricionista, voluntários e pedagoga...

-Recursos materiais: Local amplo, mesas, cadeiras, fogão industrial, botijão, pratos, copos, talheres,facas de mesa, panelas grandes,tacho, material de limpeza, outros.

-Custo do Projeto: R$ 96,000 (Noventa e Seis Mil)

Enquanto prepara tudo, começamos com Apoio da População.


O material será doado por instituições publicas e comunidade e o local de funcionamento também ate ser construída a sede própria.
Com o advento do projeto os recursos financeiros que forem geridos serão encaminhados para compra de material não perecível e contribuição dos honorários dos voluntários.

-Sustentabilidade do Projeto:

É a institucionalização do Projeto. O projeto será gerido por meio de parceiros e voluntários que garantira a continuidade e possível ampliação de suas ações. Será desenvolvido estratégias para garantia e continuidade do projeto. Inicialmente o projeto contara com voluntários sem remuneração e vínculos imprecativos.

-Avaliação:

A avaliação se dar por meio da Assistente Social, Psicóloga e de um nutricionista do processo de desenvolvimento físico, psíquico completo para favorecer uma autonomia como sujeito responsável pelo seu futuro. Uma alimentação saudável, balanceada, estável serão fatores determinantes para essa realização.

-Considerações finais:

Um projeto dessa grandeza não se constrói unilateralmente, para garantia de sua continuidade e possível ampliação, o projeto deixa de ser projeto e passa a  ser parte da política publica Alimentar.

Idealizado por: Marcelo Andrade Bonfim.
Tivemos como acessória a A psicologa Cassia, Assistente Social Rackel Cardoso.

Justificativas

Existem grandes problemas a nível social como a fome, desemprego e desajuste familiar que aumentam o índice de violência, criminalidade e numero de dependentes químicos, isso tem levado as autoridades a criarem alternativas para minimizar estes problemas que tem levado crianças e adolescentes a portarem desordem mental, dificuldades de aprendizagem, evasão escolar e inaptidões. 

Com o intuito de amenizar esses problemas, o governo criou a bolsa família, agricultura familiar, fome zero, o Brasil carinhoso... Entretanto as carências sociais permanecem.

 Em Itapetinga não é diferente, lidamos todos os dias com um contingente de famílias carentes e famintas. Marcelo Andrade Bonfim, presidente da Associação Comunitária Quintas do Morumbi, com um grupo de voluntários estudando as condições da comunidade e em busca de soluções lança seu projeto SEF (Socialização Especial a família) trazendo para Itapetinga o Refeitoário Popular com uma politica alimenta buscando o projeto do Restaurante Popular, com o objetivo de  UNIR -SERVIR-CONSTRUIR, proporcionando na vida das famílias uma alimentação saudável e nutricional em situação de vulnerabilidade social. O restaurante Popular desabrocha como solução viável para estas questões em foco.

Identificação:

Ficha de cadastro de notificação familiar , Ficha de índice de Alto de pobreza, cadastros de contribuinte. As fichado se comprova a veracidade da necessidade do conjugo de família definitivo de localidade.






Saúde e cidadania se constroem com a convivência, cabe a educação despertar os seus frutos.

64%


  

Diretor Geral:
Marcelo Andrade Bonfim
Contato: Claro- 77-81626063/ Tim-73- 91121723
itapetinganahora@hotmail.com

A partir desta segunda-feira (05), todos os pontagrossenses passam a ter uma oportunidade de se alimentar de forma saudável a um custo de apenas R$ 1,00. Trata-se do Restaurante Popular Guilherme Gavina, inaugurado pelo prefeito Pedro Wosgrau Filho e demais autoridades, nesta manhã. Bem próximo ao Ginásio para Deficientes e ao espaço coberto reservado à feira livre, o Restaurante Popular tem a capacidade de servir 1500 refeições a cada dia.


“O nosso restaurante popular irá atender a qualquer pessoa que chegar aqui, dentro do horário e dentro do limite de atendimento. O cardápio será sempre feito por uma nutricionista para que as pessoas tenham uma alimentação saudável e balanceada”, disse o prefeito no momento da inauguração. O prefeito salientou ainda que não será necessário fazer um cadastro para se alimentar no Restaurante Popular. Basta chegar até lá entre às 11h30 à 13h30 e entrar. Serão servidas 1.500 refeições por dia, após esse limite, não será mais permitida a entrada de ninguém.


O prefeito e o secretário de Assistência Social, Edilson Baggio, agradeceram o trabalho de todas as pessoas envolvidas para que o Restaurante fosse construído. O Restaurante Popular será administrado pela Organização Não Governamental (ONG) Ação Social Paraná (ASP), que administra outros seis restaurantes populares no estado, sendo quatro em Curitiba, um em Londrina e outro em Maringá.


O Restaurante Popular tem uma excelente infra-estrutura. Todas as etapas da preparação da refeição são feitas em salas separadas. O espaço conta com uma completa estrutura para produção e preparo dos alimentos, incluindo câmera fria, despensa seca, sala de higienização, de preparo de carnes, hortigranjeiros e verduras, diversos pontos de limpeza e higienização de materiais. Os banheiros são adaptados para portadores de deficiências físicas e o banheiro feminino conta com um fraldário.


No primeiro dia de funcionamento, 800 pessoas saborearam o cardápio preparado: arroz, feijão, couve-flor gratinada, frango assado e salada. Foram cozidos 115 quilos de arroz e 75 quilos de feijão. Esta deve ser a quantidade a ser feita todos os dias. E para que a refeição estivesse à mesa destas pessoas, a equipe de trabalho do Restaurante Popular, formada por 27 funcionários, começaram os trabalhos às 6h da manhã. E será assim todos os dias, segundo informa a nutricionista Bruna Almeida, responsável pelo cardápio. 


“Teremos todos os dias arroz, feijão, uma carne, uma guarnição, salada e frutas”, diz Bruna.

por-Ponta  Grossa
Postado  por:www.itapetinganahora.com


O desembargador Fermino Magnani Filho, do TJ-SP, deu fim anteontem a uma sucessão de recursos e tentativas do Procon e do Instituto Alana de multar o McDonald’s em 3,3 milhões de reais por acreditar – veja só – que a rede não deveria fazer propaganda de seus produtos.

A saga judicial, que começou em 2010, por causa de uma das campanhas do McLanche Feliz, foi anulada pelo TJ por três votos a zero.

O molho da decisão veio do texto do relator, que se baseou em quatro premissas: a sociedade brasileira é capitalista; cabe à família dar a boa educação aos filhos; crianças bem educadas saberão, certamente, resistir aos apelos consumistas. E, finalmente, o Estado não pode sobrepor-se às obrigações familiares de forma paternalista.

Segundo ainda o desembargador, “ao defender o fim de toda e qualquer comunicação mercadológica que seja dirigida a crianças”, o próximo passo do Alana será a “reivindicação de censura publicitária a outros grupos tido como vulneráveis como idosos, gestantes, vestibulandos, etc”.

Por: Jusbrasil.com.br
Aguarde:

Siga-nos no facebook

Itapetinga Acontece No Facebook - Você tambem pode curtir isso!